Termo

Tibetano:

ཆུ་ཤིང

chu shing

 Atenção: provisório – em revisão 

Sânscrito:

Português:

bananeira

Uma bananeira. Porque o seu "tronco" é na realidade um pseudo-caule composto por folhas tubulares bem empacotadas, sem coração ou núcleo verdadeiro, é utilizado como uma analogia para fenómenos "desprovidos de essência". Além disso, o pseudostem morre depois de o fruto ter sido produzido, e a este respeito, é utilizado como uma analogia para a maturação e exaustão dos actos kármicos [NS].

Inglês:

plantain tree

A banana tree. Because its “trunk” is actually a pseudostem made up of tightly packed tubular leaves, with no real heart or core, it is used as an analogy for phenomena being “devoid of essence.” Furthermore, the pseudostem dies back after the fruit has been produced, and in this respect, it is used as an analogy for the ripening and exhaustion of karmic deeds. [NS]

Espanhol:

Francês:

bananier plaintain

Italiano: