Termo

Tibetano:

ཆོས་

chos

Sânscrito:

धर्म

dharma

Português:

Dharma [o], ensinamento, doutrina, qualidade, fator, dharma, fenómeno

No seu uso mais frequente, este termo refere-se aos ensinamentos budistas em geral, sob a forma escrita ou oral. Não obstante, o termo em si abarca vários significados consoante o contexto como, por exemplo, realidade absoluta, treinos budistas, qualidades iluminadas, fenómenos, características, etc.
Enquanto termo para indicar os ensinamentos do Buda, tem dois aspetos: o Dharma da transmissão (lung gi chos) refere-se aos ensinamentos, sejam eles orais ou escritos, e o Dharma da realização (rtogs pa'i chos) refere-se às qualidades espirituais resultantes da prática desses ensinamentos.
É frequentemente referido como o "Sublime Dharma" porque liberta os seres do sofrimento, como tal, Vasubandhu define o Dharma, no seu sentido budista, como o "Dharma protetor" (chos skyobs): "Ele corrige ('chos) cada um dos inimigos, as emoções conflituosas; e protege-nos (skyobs) dos reinos inferiores: estas duas características estão ausentes nas outras tradições espirituais."
Dharma ou chos também pode simplesmente significar "fenómenos" (quando tem este significado, normalmente é grafado com minúsculas).
No seu sentido mais amplo, pode significar tudo o que pode ser conhecido.
Dos dez significados relativos à palavra ཆོས་ “chos”, Dharma, seis aplicam-se aos fenómenos e quatro aplicam-se aos ensinamentos sagrados. Os seis primeiros são: (1) fenómeno ou objeto de conhecimento; (2) objeto mental; (3) tempo de vida; (4) tempo futuro; (5) certeza; e (6) tradição (espiritual). Os quatro que se aplicam à tradição sagrada são: (1) escrituras, ou o Dharma da transmissão; (2) ação meritória ou meios hábeis, como a generosidade; (3) o caminho ou sabedoria de entender a vacuidade; e (4) nirvāṇa, ou a liberdade de tudo o que deve ser abandonado".

Os dez significados da palavra Dharma, segundo Vasubhandu: 1) shes bya, Fenómeno; 2) lam, Caminho; 3) mya ngan 'das, nirvāṇa; 4) yid kyi yul, objeto mental; 5) bsod nams, mérito; 6) tshe, vida; 7) gsung rab, Ensinamento/discurso excelente; 8) 'byung 'gyur, objectos materiais, coisas físicas constítuidas por cinco elementos; 9) nges, uma regra a seguir; 10) chos lugs, religião. (IL)

Etimologicamente, em sânscrito, "dharma" pode ser entendido como "fator" ou "elemento" e trata-se de um termo notoriamente difícil de traduzir, uma vez que abarca os vários significados já mencionados. O termo deriva da raiz sânscrita √dhṛ, que significa "segurar" ou "manter", e na literatura védica, o termo era utilizado frequentemente para referir os ritos que mantém a ordem do cosmos. Os reis indianos utilizavam o termo para se referirem às leis e políticas dos seus reinos. No hinduísmo, existe um tipo de literatura, o dharmaśāstra, tratados sobre dharma que postulam a ordem social e respetivos deveres dos seus membros, consoante as castas, género e idade. Baseados nestas conotações, muitos dos primeiros tradutores europeus traduziram o termo como "lei", sentido que também encontramos no termo chinês "fa".

No budismo, como já vimos, o termo "dharma" tem várias conotações. Provavelmente, a mais importante de todas seja "ensinamentos", sejam eles budistas ou não. Após a sua iluminação, o Buda designou o seu primeiro ensinamento como "girar a roda do Dharma", como tal o Dharma é a segunda das Três Joias, juntamente com o Buda e a Saṅgha. [Lopez & Buswell 2014]

Inglês:

dharma, teaching, phenomenon

Espanhol:

Dharma, enseñanzas, verdad, doctrina, realidad, cualidad o dharma, fenómeno, etc.

Francês:

Dharma, enseignement du Bouddha, phénomène

Italiano:

dharma