Termo

Tibetano:

དོན་དམ་བདེན་པ་

don dam bden pa

verdade do sentido sublime

Sânscrito:

परमार्थसत्य

paramārthasatya

verdade real ou completa

Português:

verdade absoluta, verdade última, verdade sublime

Verdade propriamente dita, percebida através da sabedoria, sem fabricações mentais. caracteriza-se por ser "além da mente, impensável, inexprimível" (Patrul Rinpoche). Ver também a verdade relativa. [WOMPT].

A natureza última da mente e o verdadeiro estado de todos os fenómenos, o estado para além de todas as construções conceptuais que só podem ser conhecidas pela sabedoria primordial e de uma forma que transcenda a dualidade. Assim definida, esta é a verdade absoluta "em si mesmo" (rnam grangs ma yin pa'i don dam), que é inefável. Isto é diferente da semelhança ou similitude da verdade absoluta que se experiencia ou se conhece através das vias da análise racional e da meditação sobre a ausência de origem e assim por diante. Pois aqui ainda nos encontramos na esfera da verdade relativa. No entanto, como este é o método autêntico de progredir para uma realização directa do absoluto e está de acordo com ele, é chamado de absoluto "aproximado" (rnam grangs pa'i don dam) ou absoluto "concordante" (mthun pa'i don dam). TPQ].

A natureza última da mente e o verdadeiro estado de todos os fenómenos, o estado para além de todas as construções conceptuais que só podem ser vistas pela sabedoria primordial de uma forma não dual. Esta é a chamada verdade última em si mesma (rnam grangs ma yin pa'i don dam). Os Svatantrika Madhyamikas falam também da verdade última aproximada (rnam grangs pa'i don dam), que é a avaliação conceptual e uma abordagem da verdade última em si mesma. A verdade última aproximada é uma imagem mental posicionada em contraste com a verdade convencional. [IMW 2004].

Inglês:

absolute truth, ultimate truth

Espanhol:

verdad absoluta, verdad última

Francês:

vérité absolue

Italiano:

Verità assoluta, o ultima