Termo

Tibetano:

བདེ་གཤེགས་ ; བདེ་བར་གཤེགས་པ་

bde gshegs ; bde bar gshegs pa

ido em êxtase

Sânscrito:

सुगत

sugata

Português:

sugata, ido/a em êxtase (sublime)

Um epíteto dos budas, que significa literalmente 'ido em êxtase'. Khenpo Appey explica o termo da seguinte maneira:
Segundo Dharmakirti, existem três maneiras de entender "su" ou "felicidade": excelente, irreversível e completa. "Gat"a ou "ido" tem dois significados: abandono e realização, significando o abandono de todas as falhas e a realização de tudo o que deve ser conhecido.
Assim, em termos de realização, podemos explicar "sugata" como significando "excelente realização", "realização irreversível" e "realização completa". Em termos de abandono, significa "excelente abandono", "abandono irreversível" e "abandono completo".
Um "excelente abandono" significa que todas as emoções aflitivas foram abandonadas. Emoções aflitivas são desejo, avareza, raiva e assim por diante. "Abandono completo" significa que os obscurecimentos cognitivos também foram abandonados. Os obscurecimentos cognitivos são processos conceituais comuns do pensamento. "Abandono irreversível" significa que, uma vez abandonados, nunca mais voltarão; eles foram abandonados de uma vez por todas.
"Excelente realização" significa realização da natureza da realidade. Realização completa significa realização de tudo o que pode ser conhecido. Realização irreversível significa realização que nunca pode declinar ou diminuir. (Traduzido do www.rigpawiki.org: 28 Novembro 2017)

Inglês:

sugata, blissfully gone

Espanhol:

Francês:

sougata

Italiano:

sugata