Termo

Tibetano:

འཕགས་པ་

'phags pa

superior, sublime ou nobre

Sânscrito:

ārya

Português:

ārya, nobre, ser sublime

Existem várias definições para o que constitui um ārya. Pode ser alguém que transcendeu a existência saṃsārica e que alcançou a percepção direta da ausência de eu ou da realidade absoluta; e como tal, é dito existirem quatro principais classes de seres sublimes: arhats, pratyekabuddhas, bo­dhi­sat­tvas (que alcançaram um dos níveis de realização) e os budas.
Mais especificamente, acordo com o bodhisattvayāna, trata-se um bodhisattva que esteja num dos dez bhūmis. De acordo com as cinco vias, um ārya é alguém que alcançou pelo menos a via da visão. E de acordo com o śrāvakayāna e pratyekabuddhayāna, um ārya é aquele que alcançou pelo menos o primeiro nível de realização, nomeadamente que "entrou na corrente" ou daí em diante. Originalmente, na Índia antiga, o termo era utilizado para os santos ou para pessoas de casta superior. É um título habitual para os grandes mestres indianos como Nāgārjuna, etc.

Inglês:

ārya, noble one

Espanhol:

arya, superior, sublime, noble

Francês:

Italiano: